sábado, 4 de fevereiro de 2012

Entrevista com autores

A partir desse mês, pretendo fazer algo diferente aqui no Blog. Sempre que possível farei entrevistas com autores de livros nacionais para que todos possam conhecer um pouco mais os talentos brasileiros que temos á disposição. Não vejam as entrevistas como algo formal, quero que vejam elas como um bate papo descontraído.
 Para estrear essa coluna convidei uma grande amiga que me ajudou e continua ajudando muito. Ela é mãe de duas lindas gêmeas, esposa dedicada e mora no Rio de Janeiro. Está cursando a faculdade (se não me engano) e entre suas obras estão “Um Sonho a Mais” (para conhecer a obra clique AQUI) e “Pra Vida Toda” (para conhecer clique AQUI). Se ainda não descobriram de quem estou falando, vou logo dizer. Minha convidada é Nanda Meireles. Sem mais delongas, aí vai a entrevista:
 
01 - Em qual momento da sua vida a Literatura se tornou especial?
Acredito que desde que entrei para o ginásio, quando tive a sorte de ser matriculada em uma escola com uma grande biblioteca. Meu primeiro livro foi “O Pequeno Príncipe” e a partir daí a paixão surgiu.

02 - Qual é o autor que você mais admira? (Não vou perguntar qual é seu favorito porque muitas pessoas possuem mais de um favorito.).
Entre os nacionais, eu gosto muito de Pedro Bandeira, pois passei boa parte da adolescência vidrada em seus livros. Um grande sonho que tenho é poder conhecê-lo pessoalmente. Entre os internacionais, gosto muito da ousadia e versatilidade da Meg Cabot. Mas tenho uma longa lista de autores que admiro se entrar em detalhes terei que ser justa com todos e me estenderei além do aceitável;)

03 - Tem alguma obra literária que lhe tocou de maneira especial? (Não vou perguntar qual é seu livro favorito pelo mesmo motivo anterior.).
A Marca de Uma Lágrima conquistou meu coração de uma forma muito especial, acredito que foi aí que surgiu o desejo de escrever. A escrita direta e envolvente de Pedro que retratou perfeitamente as incertezas e desejos normais de um jovem me influencia até hoje na hora de compor uma nova história.  

04 - Você possui algum gênero literário favorito?
Meu coração abraça com vontade todo tipo de literatura, entretanto não resisto a um bom romance histórico e/ou juvenil. 

05 - Você possui algum hobby além de ler e escrever?
Caramba, agora me pegou... Hobby? Não sei se jogar campo minado ou copas fora entre o ler e o escrever conta, rs. Manter o Blog pode ser considerado um também, não? Acho que é só... 

06 - Tem algum personagem de livro com o qual você se identifica? Se sim, por quê?
Engraçado, eu nunca me identifiquei com nenhum personagem, mas já fiquei encantada com alguns. Só que recentemente terminei um livro chamado ‘Aqueça Meu Coração’ que é fruto de mais de dois anos de um delicioso trabalho e dessa vez usei alguns detalhes da minha experiência pessoal durante a adolescência e acabei me vendo um pouco pelos olhos da personagem principal.  

07 - Muitas pessoas costumam dizer que entre as vantagens de se ler livros estão o enriquecimento do vocabulário e a melhoria na comunicação e na escrita. Eu acredito que a Literatura oferece mais benefícios do que isso. Em sua opinião, quais são os benefícios de se ler um livro?
Ler é um exercício que desenvolve corpo, alma e coração. A pessoa se torna mais perceptiva ao que acontece ao seu redor, olha as coisas por um ângulo diferente. Diria até que algumas aprendem a sonhar e o que é a vida sem os sonhos? Sem as doces fantasias de um futuro, como vamos suportar o árduo presente onde lutamos pelas conquistas? 

08 - Eu acredito que a Literatura não é capaz de modificar o mundo, mas é capaz de modificar as pessoas? Você acha que a Literatura é capaz de transformar o caráter das pessoas, ou promove alguma mudança do tipo?
Mudar o caráter? Não sei. Mas acredito que a literatura molda opiniões, ensina lições e quebranta corações. Acho que somados à certeza de alguns momentos de descontração, essa é uma prática inestimável. 

09 - Quando você decidiu se tornar escritora?
A ideia de escrever surgiu ainda na adolescência, mas só em 2009 decidi tentar pra valer.

10 - Poderia contar como foi a experiência de publicar seu livro? Como você se sentiu com esse feito?
Ah, a sensação de ver seu livro pronto, perfeito em suas mãos é maravilhosa. (você sabe disso, não é Dav? *-*) Mas confesso que para mim nada se compara a sensação de escrever FIM numa nova história. Sou muito crítica com meu próprio trabalho e demoro em considerar uma obra terminada, então quando acontece, vou aos céus de alegria. Meus amigos mais próximos sabem como enlouqueço rs. 

11 - Para escrever você se inspira ou se influencia em algo?
Antes de sequer começar a escrever meu primeiro livro, lembro de ter lido um que queria há muito conhecer, mas o final foi tão decepcionante que fiquei pensando “Caramba, isso lá é final?! Se eu escrevesse um livro faria completamente diferente...” E acredito que isso me animou a escrever. Hoje em dia acontece o oposto, ao conhecer um personagem de característica cativante sinto uma leveza no coração tão boa que sempre acabo me inspirando.

12 - Na hora de fazer a dedicatória alguns autores dedicam o livro diretamente a uma pessoa ou indiretamente a várias. O que te influencia na hora de fazer a dedicatória? Você segue algum critério?
Particularmente, prefiro não me estender demais nas dedicatórias. Costumo sempre agradecer ao Meu Deus maravilhoso que sempre está ao meu lado me presenteando com mais do que eu peço e faço referencias a minha família abençoada e àqueles que de alguma forma tiveram a ver com a criação do livro em questão.

13 - Uma vez eu vi escrito em algum lugar que para seu segundo livro, você tinha outro título em mente, mas o modificou quase no momento da publicação. Não pude deixar de notar que se juntarmos os títulos de suas duas obras, dá para formar a seguinte frase: Um sonho a mais Pra vida toda. Essa ligação entre os títulos para formar a frase, foi algo planejado ou incidental?
Foi completamente acidental! Na verdade desde 2009 o título da continuação de “Um Sonho a Mais” era “Muito Além do Que Sonhei”, entretanto houve um imprevisto. Antes de acontecer a publicação, foi lançado um livro de nome muito similar a esse e particularmente prefiro evitar de antemão qualquer situação, então optei por mudar o título. E só escolhi “Pra Vida Toda” dois dias antes de registrá-lo.  

14 - Você disponibilizou em seu Site material extra dos seus dois livros. O primeiro é um implemento com capítulos extras e o segundo um final alternativo. Os implementos do primeiro, podemos deduzir que foram ideias que vieram após a publicação de “Um Sonho a Mais”. Já no segundo fiquei com a impressão de que esse final alternativo foi algo mais planejado para que o livro tenha dois finais diferentes. A ideia foi essa mesma, ou ambos os materiais foram acontecimentos ocasionais?
Sim, a ideia foi essa mesma. Os capítulos extras foram feitos no intuito de apresentar alguns personagens da história aos possíveis leitores. Foi bem bacana escrevê-los, pois saí da narrativa exclusiva da personagem Fabi e me aventurei a dar voz a personagens masculinos. Já o final alternativo surgiu pelo desejo de fazer algo mais detalhado, mais ousado e como fiquei na dúvida se deveria ou não incluir no livro original, disponibilizei como um final opcional.

15 - A Internet é uma arma vantajosa para os escritores em geral, nela é comum ver parcerias entre blogs e autores. Se algum dia algum autor ou autora lhe convidar para uma possível parceria na criação de uma obra, você aceitaria o convite?
Hum, sinceramente? Não sei. A realidade é que não sou muito sociável, rs. E como nunca antes testei nada do gênero, fica difícil ter uma noção se daria certo ou não. Entretanto tenho muita vontade de escrever uma dramaturgia e procuro uma oportunidade e parceiros para encarar esse projeto. 

16 - Para as próximas obras (sem ser exatamente a próxima) você pretende escrever uma história que segue a linha e enredo das suas obras já publicadas, ou pretende se aventurar em novos gêneros literários?
Eu tenho muitos projetos em andamento. Tenho um romance histórico e um teen sobrenatural já bem avançado, esperando apenas o amadurecimento da ideia para trilhar seu próprio rumo. Tenho alguns romances contemporâneos com temas mais ousados já prontos e espero sempre ter inspiração para inovar.

17 - No mundo da Literatura existem dois tipos de escritores, os independentes e os contratados por editoras comerciais. Felizmente na Literatura os admiradores costumam ser mais moderados ao abordarem até mesmo os escritores mais populares, ao contrário de outros tipos de mídia em que muitos fãs ficam histéricos ao ver pessoalmente alguém famoso. No seu caso, como é o seu contato com os seus leitores?
Acho muito legal esse acesso mais fácil aos autores. Eu ainda me vejo sempre como da banda dos leitores/fãs, rs. A repercussão dos leitores tem sido maravilhosa. A aceitação é incrível, o que me leva a acreditar cada vez mais no meu trabalho, tendo em mente sempre que é preciso melhorar, crescer e me esforçar mais. 

18 - O cinema nacional não é muito valorizado, talvez por isso não tenham tantos filmes baseados em obras literárias nacionais. Em sua opinião, você acha isso um ponto positivo ou negativo?
Acredito que falta mais fé na qualidade da cultura nacional, tanto dos consumidores, quanto dos investidores. Superado isso, vai ser fácil provar ao mundo inteiro que temos mais que paisagens e mulheres bonitas. 

19 - Se algum dia você recebesse a proposta de adaptar seu livro em um filme, como você reagiria? Você ia gostar?
Ficaria maravilhada, que autor não mantém o desejo de ver sua obra na telona? rs

20 - Todos nós que dependemos de divulgação para nossos projetos, sabemos o quanto é trabalhoso o processo. Quanto maior for a abordagem de pessoas, mais a obra será conhecida. Sempre que eu vejo o Domingão do Faustão aos Domingos e ele apresenta a Vitrine do Faustão, eu digo brincando: “É Faustão, um dia eu ainda envio meu livro para você mostra-lo aí.”. Nunca descobri como fazê-lo, mas isso não vem ao caso agora. Se fosse de fácil acesso, você teria coragem de mandar seu livro para a Vitrine do Faustão ou algum outro programa de Televisão para que dê uma forcinha na divulgação da sua obra?
Com certeza! Acredito que divulgação é a alma do sucesso. E quando descobrir como mandar o livro para ele, não se esqueça de me dar o toque! rs 

21 - Você gostaria de deixar algum recado para as pessoas que estão lendo? Pode ser o que você preferir, um conselho, uma mensagem, uma dica, um poema, um sermão, um puxão de orelha, um desabafo, o que você preferir.
Ah, que delícia foi responder a essa entrevista!
Queridos leitores, há alguns anos eu jamais imaginaria que teria três livros publicados, outros tantos já prontos, que estaria me divertindo com a honra de responder a entrevistas, ainda mais dirigidas por outros autores fantásticos como Davidson Silva. Acho que a maior mensagem que posso deixar hoje é essa: nunca desista dos seus sonhos, tenha coragem de dar o primeiro passo, creia em Deus acima de tudo e lute. Que a vitória Nele é certa. 

Gostaria de agradecer de coração por você ter cedido um pouco do seu tempo para me conceder essa entrevista. Espero que seu livro seja muitíssimo bem sucedido e que outras obras de sua autoria possam surgir.
Eu que agradeço Dav. Amei o convite e as perguntas. Muito sucesso para você também! Beijos


 

Gostaram da entrevista? Querem conhecer mais sobre a autora? Clique AQUI e siga o link para o Blog dela. Abaixo deixei algumas curiosidades que não possuem ligação com as obras da Nanda:
“Um Sonho a Mais” também é o nome de uma novela que foi transmitida no ano de 1985 no horário das 19:00 hs pela Rede Globo. O tema de abertura é a música “Whisky a Gogo” do grupo Roupa Nova. “Pra Vida Toda” também é o nome de uma música do Músico Marcelo Lima. Frejat possui uma música de nome parecido, que se chama “Pra Toda Vida”.

Publicação mais recente da autora.
Livro lançado pela autora em 2011.

Na verdade essa é uma versão alternativa e não oficial da capa de "Um Sonho a Mais", mas a coloquei aqui porque a achei muito bonita.


Um comentário:

  1. Oi, Dav!

    Adorei participar da entrevista ;)

    Obrigada pelo carinho.

    Beijos

    ResponderExcluir